sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Rush é do c********

AVISO, ESSE POST PODE CONTER SPOILER DO FILME

Hoje estreou no Brasil o tão aguardado Rush - No Limite da Emoção e eu como bom fanático que sou, não pude perder a estréia do filme. O filme logo nos primeiros minutos surpreende, para quem esperava que o filme iria retratar Niki Lauda como um vilão e James Hunt como o mocinho, muda completamente a opinião sobre os dois. Não existem vilões e mocinhos, existem dois pilotos com perfis totalmente diferentes que se tornam heróis ao decorrer da história.
Lauda, que foi praticamente deserdado pela família ao optar por ser piloto de corridas, tem que fazer um empréstimo no banco para se tornar um piloto de Formula 1. James Hunt, um festeiro e namorador que pilotava os carros de Lord Alexander Hesketh. Com o decorrer do filme, a inteligência e determinação de Lauda se evidência junto com suas respostas sinceras e diretas. Se as pessoas compararam tanto James Hunt a Kimi Raikkonen por causa do jeito festeiro, devem começar a comparar Lauda a Raikkonen pelo jeito irreverente e sincero de responder as perguntas. 

No fim da temporada de 1975, James Hunt se vê sem carro para pilotar já que a equipe passa por uma série crise financeira e então ao saber que Emerson Fittipaldi estava deixando a Mclaren, o inglês corre imediatamente para uma entrevista com a equipe. É interessante notar a mágoa que a equipe tem de Fittipaldi no filme, ao dizer que Emerson Fitti-Fuckin'-Paldi deixou a equipe para correr na Coper-Fuckin'-Sucar.

James Hunt após implorar pela vaga e dizer que era melhor que Jacky Ickx é contratado pela Mclaren. A partir daí começa o campeonato com Lauda vencendo corridas e Hunt tendo vários problemas até a etapa de Nordschleife, aonde Niki Lauda sofre o acidente que quase tirou a sua vida. As cenas são emocionantes, Lauda lutando contra a vida começa a ter uma recuperação espetacular ao ver James Hunt vencer corridas e diminuir a diferença para ele. Finalmente em Monza, Niki volta e mantém a disputa do campeonato até a ultima corrida do campeonato. Como todos sabem, James Hunt se torna campeão no final da temporada.

No final do filme, um depoimento de Niki Lauda revela a sua admiração por James Hunt, o austríaco chega a declarar que o inglês foi um dos poucos que ele respeitou na Formula 1 e o único que ele invejou.

Sim, Rush é um filme do c****** como eu disse, vale cada centavo do ingresso, foi tudo feito nos mínimos detalhes para que os fãs de automobilismo não botassem defeitos. Se você ainda não assistiu, está esperando o que para correr para os cinemas?


Nenhum comentário:

Postar um comentário